Sobre mim

Minha foto
Uma dama que aprecia arte em todas as suas formas. Repleta de sonhos, imaginação e poesia.

AF&LBN

AF&LBN

Marcadores

Eu recomendo:

Arquivo do blog

Facebook

terça-feira, 27 de abril de 2010

Cinderela de saia justa


Minha mãe comprou o livro "Cinderela de saia justa" da autora "Chris Linnares" há uns 4 anos atrás e me lembro que o li num tarde em que estava doente e sozinha em casa. Eu ri muito. Adorei e desde então eu o recomendo para todo mundo. Acho que o subtítulo perfeito "Para quem não vive um conto de fadas, mas merece finais felizes". Fiz essa sugestão de leitura porque minha mãe me pediu que emprestássemos alguns livros para uma amiga nossa que está em profunda depressão, algo que pudesse animá-la e eu sugeri esse livro. Farei uma breve sinopse dele:

Ana José é uma jornalista frustrada com uma porção de coisas na sua vida. Não gosta do trabalho que exerce, não tem um bom relacionamento com o pai, está solteira... Mas aí surge a oportunidade de uma matéria investigativa numa associação secreta que ajuda as pessoas através de ensinamentos aprendidos nos contos de fada. E a partir de então há uma reviravolta na vida da protagonista. A forma com que o livro é escrito bem descontraída e divertida. Com muito humor e emoção.

Recomendo plenamente.

Título: Cinderela de Saia justa
Autor: Chris Linnares
Editora Gente
sexta-feira, 23 de abril de 2010

Lindas histórias reais

Talvez esse seja um post nada quaintrelle, mas acho que é algo interessante.

Eu estava pensando que algumas pessoas lêem romances ou assistem filmes que contam histórias que é muito bonitas e heróicas, mas que parecem muito distantes da realidade que quando fechamos o livro ou saímos do cinema tudo com o que nos deparamos é com o nosso mundo cinza e não temos nenhuma caixinha de lápis de cor, porque aquilo era uma simples ficção, mas outras vezes assistimos filmes baseados em histórias reais que são lindos contos de fado. Debulhamos em lágrimas de emoção por nos identificarmos com os heróis (reais) das histórias e voltamos a acreditar que podemos colorir o mundo. Porque não importa o quão terrível está a sua vida ou o ambiente ao redor, é sempre possível mudar!

Vou citar alguns filmes que sempre me emocionam quando assisto, não importa quantas vezes eu os assista e sempre quero ver de novo. Acho que vale apenas assisti-los e se você já os assistiu é importante um olhar diferente para com esses filmes. Veja-os como histórias de heroísmo, porque realmente são.


VEM DANÇAR

Título original: Take lead

EUA

2006

Ao sair de um baile o professor de dança de salão Pierre Dulaine (Antonio Banderas) vê um aluno de uma escola da periferia destruindo um carro e a partir de então decide dar aulas de dança para jovens de baixa renda que viviam as margens da sociedade com o objetivo de mostrar a eles uma nova realidade e resgatá-los de uma vida de escolhas erradas.







PATCH ADAMS, O AMOR É CONTAGIOSO

Título original: Patch Adams

EUA

1998

Hunter Patch Adams (interpretado por Robin Willians) tentou suicídio e voluntariamente foi internado num hospital psiquiátrico, onde ele descobre seu dom de ajudar as pessoas usando o bom humor. Dois anos depois, ele entra em uma universidade de medicina para se formar como um respeitável médico e ajudar o mundo colocando alegria no coração de seus pacientes, mas ao ingressar na academia ele descobre que a medicina era bem diferente do que ele imaginava. A luta de Patch Adams é para melhorar a qualidade de vida das pessoas doentes, tratando-as com muito carinho e bom humor.



A LUZ DA CIDADE

Título Original: The Christmas cottage

EUA

2008

Ao descobrir que sua mãe Maryanne Kinkade (Marcia Gay Harden) pode perder sua casa, o jovem artista Thomas (Jared Padalecki) decide ajudar e consegue um trabalho provisório pintando o mural da prefeitura para celebrar o natal. Inspirado por seu mentor e vizinho Glen (Peter O'Toole), Thom deixa de lado seu orgulho e frustração. Ele não só desenvole seu talento, como também ajuda a cidade a recuperar o verdadeiro espírito de natal. Baseado em em uma divertida e charmosa história real, "A Luz da Cidade" está destinada a se tornar um clássico de natal.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

O tempo atual

Vejo muitas pessoas que assim como eu adoram antiguidades, mas se não bastasse o amor pelas antiguidades elas desejam ardentemente ter vivido em outra época. Elas adorariam poder entrar numa máquina do tempo e ir para algum lugar do passado. Seria ótimo se eu pudesse por uma tarde caminhar por alguma pracinha numa cidadezinha pacata do século XIX, mas depois gostaria de voltar para o tempo no qual vivo. Porque apesar de achar esplêndido ver mulheres com saias balão e sombrinhas, sei bem que a minha época possui milhões de vantagens.

Hoje em dia eu, sendo mulher, posso ter uma carreira, mas posso optar por trabalhar fora ou ser dona de casa. Se o meu marido quisesse, ao invés de trabalhar, ficar cuidando da casa e dos filhos também seria possível. Eu posso optar por não ter filhos. Posso escolher quem vai governar o meu país. Ninguém mais é escravo onde eu moro. Há cura para a maioria das doenças e as que não têm cura tem tratamento, prevenção. Eu tenho direitos na sociedade e sou igual a qualquer outra pessoa. Existe uma infinidade de fontes de conhecimento, tecnologia, meios de comunicação... A maioria das lolitas com quem eu me comunico eu as conheci pela internet, mesmo as da minha cidade – que eu poderia conhecer por outros meios.

E sabe qual é o melhor de tudo isso? O diferente costuma ser valorizado. Quando você é diferente das demais pessoas há sempre aqueles que dizem que adoram o seu estilo. É certo que às vezes você precisa responder certas perguntas chatas de pessoas curiosas, enfrentar alguns olhares de estranheza, mas ninguém a coloca numa fogueira por conta das suas roupas diferentes. E se você for agredido verbal ou fisicamente por seu estilo ou por qualquer outro motivo há sempre algum meio jurídico ao qual você pode recorrer.

Você pode organizar um baile no estilo Rococó se quiser, em que todo mundo usará roupas antigas, ou piquenique vitoriano. Decorar sua casa num estilo bem anacrônico, usar sombrinhas de renda para passear pela cidade... Isso te colocará em contato com épocas históricas que você adora, mas não despreze esse momento maravilhoso que você está vivendo. Porque há sempre prazer em todos os tempos.


Imagem: Monet - Femme a ombrelle

terça-feira, 20 de abril de 2010

O estilo no dia-a-dia

Eu acho que todo mundo que possui um estilo alternativo, quer usar esse estilo todo dia. Entretanto, nem sempre consegue porque às vezes o calor brasileiro atrapalha e/ou por simplesmente não conseguir adaptar peças de roupas de um determinado estilo ao dia-a-dia e acabam usando apenas nos encontros do estilo. Eu vejo que muitas meninas estão conseguindo fazer isso e fico muito feliz. Vou apenas destacar mais algumas peças, como inspirações do que podem ser coordenadas em visuais mais casuais em alguns estilos.

Não tenho certeza quanto a marca do vestido, mas tirei a foto da Gothic & Lolita Bible 9. Adorei o outfit todo.
O vestido branco é da Moi-memme-Moitié, uma criação antiga. Gostei dele por ser bem fresquinho para se usar em dias quentes (Como a maior parte dos dias no Brazil).
A Camiseta da Banana Fish, está numa cor bonita, com uma estampa fofa e própria para um visual bem casual.


A saia da coleção "Powder Rose" Da Angelic Pretty, apesar de elegante pode ser coordenada com um cutsew mais casual e acessórios menos chamativos.


Blusa da Juliette et Justine. Sem mangas, ideal para dias de calor.

Essa blusinha da Jesus Diamante eu achei um amor, e pode ser usada em outros estilos além do Hime Gal.

Outra peça da Jesus Diamante que é um amor.


Fiquei apaixonada por esse vestido da Wonder Rocket. Para quem gosta do estilo Mori girl é excelente.

Os sapatos da Lilly com estampa florida, usados sem meias nessa ocasião, além do estilo mori girl podem ser usados num visual vintage inspirado no início do século XX.

Essas sandálias da secret shop são um amor, deixam os pés respirarem um pouco e permite um visual mais leve.


Os sapatos são da Bodyline. Achei-os duper bonitinhos e podem ser usadaos sem meias ou com meias curtas com rendinhas.
domingo, 18 de abril de 2010

Projetos de Infância

Quando eu tinha 13 anos, conheci uma senhora muito sábia, com quem eu adorava conversar. Em uma de nossas conversas ela me disse que talvez nós sabíamos mais de nós mesmos quando éramos crianças do que depois que crescemos. Devemos sempre realizar os nossos projetos infantis, sejam eles quais forem. E ela me perguntou: O que você mais queria quando estava com 5 anos? Na hora disse que não me lembrava, mas que pensaria com muito carinho em tudo o que ela havia me dito. Era mentira! Eu me lembrava sim, mas fiquei constrangida em falar que o que eu mais queria quando tinha 5 anos era um pegasus.

Lembro-me muito bem que eu dizia quase todos os dias para minha mãe que queria um pegasus. Ela ria e me dizia carinhosamente que iria cruzar um cavalo e uma galinha para ver se nascia um cavalo com asas. Eu ficava esperando. Até crescer e perceber que isso não era possível e que esse era apenas um animal lendária. Esse não é um animal que se compra num pet shop.

Entretanto a conversa com a senhora me fez pensar quantas coisas eu queria fazer quando era criança e que ainda não tinha feito e corri atrás de fazê-la. Aprendi pintura a óleo, corte e costura, fazer perfume, fiz um bonito jardim... É claro que ainda tem uma porção de coisas que ainda não fiz e que queria fazer quando era criança. O que posso afirmar de tudo isso é que mesmo que eu não tenha seguido a carreira de artista plástica ou de estilista, eu me senti extremamente feliz em fazer todas essas coisas. Isso me fez acreditar que devemos realizar todos os nossos projetos de infância, por mais ridículos que eles pareçam na nossa vida adulta. Isso certamente vai te deixar muito feliz e em contato com essa criança que existe em você.

Ah, e quanto ao pegasus, hoje eu tenho um. Está tatuado na parte de trás do meu ombro direito. Eu só posso vê-lo com perfeição quando estou diante do espelho, mas sempre que o vejo eu sorrio e me lembro que devo sempre correr atrás de sonhos antigos.

..........

Imagem: Preciso me desculpar duas vezes. Primeira por não colocar o crédito da imagem do post anterior que é: John Tenniel. E a segunda porque vou ter que deixar essa imagem sem crédito, eu a encontrei por acaso no meu computador e realmente não sei quem é o autor. Então, me desculpem sinceramente.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Que caminho tomar?

“- Gatinho de Cheshire – começou, meio timidamente, por não saber se esse nome iria agradá-lo. No entanto, ele sorriu.

‘Bom, ele parece estar gostando’, pensou Alice.

- Poderia me dizer, por favor, que caminho devo tomar para ir embora daqui?

- Isso depende muito de para onde que ir. – respondeu o gato.

- Para mim acho que tanto faz... – disse a menina.

- Nesse caso, qualquer caminho serve – afirmou o gato. “ – Alice no país das maravilhas – Lewis Carroll.

Eu creio que a maioria das Lolitas e leitores de literatura infantil reconhecem essa história, eu decidi citá-la porque creio que tenham algo de muito interessante nela. Se você não sabe onde quer ir, tanto faz que caminho você vai tomar porque não importa onde você quer chegar. Eu acho que saber onde se quer chegar é mais importante do que saber o caminho. Há muitas maneiras de descobrir uma direção, mas só uma pessoa que pode dizer onde você quer ir: Você mesmo. E a indecisão às vezes nos atrapalha e muito.

Você precisa ser sempre a pessoa que melhor lhe conhece, porque só dessa forma você vai conseguir saber qual a melhor decisão a se tomar.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Penteados

Às vezes eu vejo alguns tutoriais de penteados nas revistas de moda japonesas e acho difícil de fazer, mas olhando uns scans da revista "Alice Deco" há um tempo atrás, acheis alguns penteados muito bonitinhos e fáceis de serem feitos. Para começar qualquer um dos dois visuais você precisa inicialmente pentear o cabelo e dividi-lo em duas partes, uma de cada lada e fazer duas tranças não muito apertadas


1) Faça duas tranças laterais e prenda uma fita ao redor da cabeça fazendo um laço em cima, um visual bem romântico.







































2) Amarre um lenço ao redor da cabeça deixado as trancinhas livres, então faça um caracol com as tranças e prenda com grampos atrás do lenço. Para que o lenço não escorregue na sua cabeça podem ser usados prendedores de cabelo para fixá-lo.
















































3) As pontas das tranças são presas do outro lado da cabeça com grampos e o charme fica por conta da flor.











































Crédito: Alice Deco Volume I (The visual beast)







quarta-feira, 14 de abril de 2010

Presentes valiosos que custam pouco


Eu adoro dar e receber presentes – e sinceramente não conheço ninguém que pense diferente. Eu sei que há ocasiões em que precisamos desembolsar uma quantidade significativa de dinheiro para presentear alguém, quase como se fosse uma obrigação, como em casamentos, por exemplo. Às vezes não precisamos gastar tanto dinheiro, mas precisamos gastar algum dinheiro como em aniversários, natal, dia dos namorados, dia das mães, dia dos pais, etc.
Eu aprecio a ideia de presentear as pessoas que amamos em ocasiões que o presente não é algo obrigatório. Isso é muito bonito, porque quando você presenteia alguém em ocasiões inesperadas você está dizendo “Eu me lembrei de você”, é uma forma de mostrar a ela o quanto ela significa para você. Talvez ao ler essa ideia você possa estar pensando que isso é muito bonitinho, mas certamente vai sair caro. Entretanto eu vou dizer que não necessariamente. Há muita coisa que pode ser ofertada como presente a alguém, algumas podem ser colocadas dentro de caixas decoradas com laços de cetim e outras não.
Vou dar um exemplo de algumas coisas que podem ser ofertadas a alguém gastando pouco ou nada.
Gastando pouco dinheiro – Sabe quantas coisas você pode comprar gastando menos de R$5 (cinco reais)? Bibelôs, cartões bonitinhos, adesivos, prendedores de cabelo, bloquinhos de anotações etc. Todas coisinhas fofas que agradam muito. Outras podem sair totalmente de graça como algumas flores colhidas no seu jardim.
Artesanato – Coisinhas lindas que podem ser feitas em casa e que demonstram toda sua dedicação e esmero para agradar alguém querido. Acho isso muito precioso.
Homenagens artísticas – Para quem possui dom para as artes, algumas coisas preciosas para se fazer são: retratos a grafite da pessoa, uma escultura, um poema e outras coisas mais que a sua criatividade lhe permitir criado. Mais do que a felicidade de receber um presente, isso é uma honra.
Na cozinha – bolos, biscoitos, doces e mais uma porção de coisas para agradar o paladar de uma pessoa querida. Acho isso muito bonito, agradar alguém é sempre algo prazeroso. Outra dica é fazer algo especial como um jantar, um almoço ou um chá da tarde, apenas para desfrutar da companhia de alguém.
Gestos de carinho – Na minha opinião, esse é o presente mais valioso de todos. Não há dinheiro no mundo que pague e nem pode ser colocado numa caixinha. Uma palavra de consolo, uma visita quando a pessoa queria precisa de alguém com quem conversar, parabenizar por uma conquista... Talvez você não consiga ver isso como um presente, mas acho que você concorda que isso é imensamente valioso.
Imagem: The gift of Galadriel
segunda-feira, 12 de abril de 2010

O hábito da leitura

Eu sou uma leitora assídua desde muito jovem. Leio de tudo, desde bula de remédio a poesias arcaicas. Para mim não há nada mais prazeroso do que ler um bom livro e acho que ler é um hábito importantíssimo. Já despertei em diversas pessoas com quem eu convivo (ou convivi) o hábito da leitura. Quando leio eu vou para lugares maravilhosos, sonho, vivo maravilhosas aventuras sem sair de onde estou. Só quem gosta de ler sabe o que é isso e quando lemos estamos crescendo como pessoa, porque não no mundo um único conhecimento que não tenha algum proveito.

Para quem ainda não possui essa prática, vou dar alguns motivos de porque adquirir esse hábito e para quem já a possui, veja quantas vantagens você tem:

Desenvolvimento da Linguagem – Com o hábito da leitura você amplia o seu vocabulário descobrindo novas palavras e significados e em que ocasiões elas podem ser empregadas. Conhece novas expressões, figuras de linguagem etc.

Melhorar a escrita – Nós vivemos numa realidade onde escrever é uma exigência em quase todos os lugares. Para fazer uma prova de vestibular ou concurso público, trabalhos de conclusão de cursos superiores, para mandar cartas exigindo o cumprimento dos seus direitos, entre outras coisas. E não há uma maneira mais eficiente de se aprender a escrever se não por meio da leitura.

Aprimorar capacidades cognitivas – quem tem o hábito da leitura costuma pensar de forma organizada, expressar melhor as idéias, ter maior capacidade de concentração e memorização.

Sensibilidade – Não apenas a literatura, como qualquer outra forma de arte torna as pessoas mais sensíveis. Auxilia na expressão e compreensão de sentimentos.

Adquirir conhecimento – Os livros sempre foram as principais fontes de conhecimento e creio eu que sempre serão. A literatura é a base de todas as demais ciências, pois sem essa não haveria outro meio para se propagar de forma tão eficaz.

Desenvolvimento da reflexão e da crítica - Talvez você não se dê conta, mas a literatura foi responsável por grandes mudanças na sociedade, na luta por valores, por direitos e por uma sociedade mais justa. A literatura fez com que as pessoas refletissem sobre um determinado tema e posteriormente desenvolvessem a capacidade de fazer críticas a um determinado tema. Um bom exemplo disso foram poemas abolicionistas que defendiam a liberdade dos escravos negros no Brasil.

Formulação de teorias – Para que se formule uma teoria é importante que se conheça outras teorias, até mesmo para que essa possua credibilidade e só é possível conhecer outras teorias e lendo muito a respeito.

Criatividade – conhecendo tantos universos diferentes, é certo que num determinado momento você crie um que é só seu. Quando se adquire vários conhecimentos, se adquire a capacidade de criar, de inovar, de fazer algo único e exclusivo.


Imagem: A leitora, por Fragonard.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Felicidade


Seja feliz! – Isso é o que há de mais importante no mundo! E o que é felicidade? É ter dinheiro? É ter um amor? Usar roupas bonitas? Eu digo que esses são detalhes que fazem você se sentir bem, mas eles não são sua felicidade completa. Algumas pessoas dizem que a felicidade é um estado de espírito, mas eu acho que é mais do que isso. Eu acho que quando você se sente feliz todos os dias você adquire o hábito de ser feliz. Isso não quer dizer que você nunca mais terá dissabores, mas que você vai conseguir resolvê-los da melhor forma e seguir sua vida a diante. Ser feliz para mim é estar grata por todas as coisas maravilhosas que eu já possuo e lutar para que sempre haja mais motivos para sorrir. Porque viver é uma dádiva.






quinta-feira, 8 de abril de 2010

Beleza




Eu fico muito feliz quando eu vejo alguém valorizando a beleza fora dos padrões convencionais. Porque para mim todas as mulheres são lindas, sejam elas mais gordinhas ou mais magrinhas, brancas, negras, asiáticas, hispânicas, com seios maiores ou menores... Todas têm algo que deve ser apreciado. Não há nada mais bonito do que uma mulher que se sente bonita!
Você talvez não esteja se sentindo tão bonita hoje e veja uma porção de defeitos no seu corpo e no seu rosto, mas eu não vou dizer para você se livrar do espelho, pelo contrário, pegue um espelho bem grande, o maior que você tiver, e fique diante dele. Talvez você diga “Eu estou gorda”, “Meu cabelo está uma droga”, “O que é isso? Uma nova espinha?”. Mude o diálogo. Diga “Nossa, eu tenho olhos lindos”, “Adoro as minhas pernas” e outras coisas desse tipo. Comece valorizando o que há de melhor em você.
O que não falta hoje em dia é informação sobre beleza. Revistas, livros, sites, blogs, comunidades do Orkut... Utilize-se de tudo o que puder. Faça máscaras para a pele em casa, hidratação com frutas no cabelo... Existem tantas coisas interessantes e baratas que podem ser feitas para realçar sua beleza.
A maquiagem é a sua aliada, e diferente do que muitas pessoas pensam o objetivo não é esconder é valorizar o que se tem de melhor. Pesquise sobre o que há de novo no mercado. Aprenda novas técnicas. Quando tiver um tempinho vago fique na frente do espelho e experimente tudo o que aprendeu. Vale a pena também investir em novos penteados.
Use roupas bonitas. Elas te ajudam a se sentir bem e mais bonita. Faça isso até mesmo dentro de casa, troque aquela camiseta velha e rasgada por um vestidinho florido – ou outra roupa que a faça sentir-se bela.
Agora quantos aos pequenos defeitos, se eles ainda a estão incomodando, encontre uma solução para eles. Há uma dezena de tratamentos para tudo hoje. Você pode procurar um dermatologista, um nutricionista, personal trainer, até mesmo um cirurgião plástico - se desejar corrigir que não pode ser feito por outros meios. O mais importante é que você se sinta bem.

Imagem: Lefbvre
quarta-feira, 7 de abril de 2010

Viver um romance




Esse é sem dúvida o sonho de muitas pessoas. O amor é algo que nos completa, que engrandece a alma. Entretanto não há uma fórmula mágica para encontrar o seu príncipe encantado, encontrar um grande e verdadeiro amor é uma questão de sorte, mas é sempre possível dar uma mãozinha para a sorte com algumas atitudes básicas.
1º) Aparência não é tudo, mas ajuda. Eu já foquei isso anteriormente. E se você quer mais um motivo para cuidar desse aspecto com mais freqüência, pense que você nunca sabe quem vai encontrar na fila do supermercado.
2º) Preste mais atenção ao seu redor. Talvez exista alguém muito interessante ao seu lado só esperando uma oportunidade para se aproximar.
3º) Permita que as pessoas se aproximem de você. Às vezes você passa o dia inteiro de cara fechada sem falar com ninguém e quando alguém chega perto, você se limita a respostas curtas para encerrar logo aquela conversa fiada – e isso é um verdadeiro repelente de pessoas. Que tal mudar isso? Sorria mais, cumprimente pessoas na rua, converse com seus vizinhos, seja acessível.
4º) Seja vista. Saia de casa. Vá a festas, clubes, parques, cafés e qualquer outro lugar que tenham pessoas que possam ser agradáveis. Tudo bem que há vários casos de pessoas que se conheceram pela internet, mas se permita conhecer pessoas também por outros meios.
5º) Se está interessada em alguém, tente uma aproximação. Pode pedir a um amigo que o apresente a você – se ainda não o conhecer, num determinado dia juntar um pouco de coragem e tente uma aproximação. Se já o conhece pode ser um pouco mais fácil de saber se há ou não um interesse recíproco. Há ainda métodos tímidos e bem bonitinhos de aproximação como cartinhas e bilhetes.
6º) Não seja tão exigente, mas também não seja tão pouco exigente. Os dois extremos podem fazer você sofrer. Não existe alguém perfeito, moldado para você, mas existem pessoas que podem te fazer muito feliz, mesmo não tendo todos os requisitos para o seu príncipe encantado. Algumas garotas, ao contrário, se encontram tão carentes que se envolvem com rapazes que não vão zelar por elas e acabam por também fazê-la sofrer.
7º) Goste de si mesma. A visão que você tem de si mesma é refletida na visão que as outras pessoas têm de você. Então preste atenção nas qualidades maravilhosas que você tem. Ame-se por todas as coisas maravilhosas que você é.

Imagem: We heart it

Ações e Reações



Toda ação tem uma reação. As ciências nos mostram isso e vivenciamos no dia-a-dia. Essa é uma lei universal, ou seja, funciona independente da nossa vontade. Então se pode afirmar que há uma constância da causa e do efeito e para obtermos um resultado diferente precisamos de uma ação diferente.
Agora aplicando esse conhecimento na vida eu pergunto: Se você observar as coisas que estão acontecendo na sua vida, as ações que você está recebendo são as que realmente quer receber? Se a resposta for sim – Esplêndido! Se a resposta a resposta for não – Talvez esteja na hora de mudar as ações se o desejo for realmente de atingir o seu objetivo.
Vou apresentar algumas opções do que eu acredito que possa ser feito para reverter essa situação. Inicialmente algo geral e em outras postagens colocarei algo mais específicos para alguns objetivos.
1º ) Desgostar e se indignar não são de todo ruim. Isso mostra que algo precisa ser mudado. O que é ruim é limitar-se a esses sentimentos e não fazer nada para mudar.
2º) Pegue papel e caneta e comece a fazer uma lista de tudo o que lhe desagrada. Essa é uma forma saudável de por para fora tudo o que lhe desagrada e dizer a si mesma o que precisa ser mudado.
3º) Coloque-se como responsável pela sua própria vida. Pare de culpar o destino, Deus, seus pais ou qualquer outra pessoa ou coisa. As suas escolhas são as principais responsáveis pelo que você está vivendo hoje, e também quando você optou por não escolher.
4º) Todos nós tivemos, pelo menos em algum momento de nossas vidas, tristezas, sofrimentos e frustrações. O mundo não parou por causa disso e você precisou seguir em frente e curar suas feridas. Não é possível rasgar as primeiras páginas do seu livro da vida, mas é possível escrever um novo e maravilhoso capítulo. É claro que você pode (e deve em alguns casos) procurar ajuda para lidar com o seu sofrimento. Você pode conversar com alguém querido ou procurar uma religião – se você acreditar que isso pode ajudar. Há ainda alternativas médicas, se for necessário procure um psicoterapeuta ou um psiquiatra (se o caso for de tomar psicofarmacos).
5º) Tenha objetivos e dê o melhor de si para atingi-los. Você não precisa subir a escada toda num pulo, mas pode subir um degrau por vez. . Pegue aquela lista de coisas que desagradam e escolha uma delas e então faça uma lista de coisas que você poderia fazer para mudar. Por exemplo: Você está insatisfeita com a sua aparência. Para mudar isso você pode: Cuidar dos seus cabelos, Ir à manicure, se exercitar, marcar um horário no nutricionista para que ele lhe passe uma nova dieta etc. Então você escolhe uma dessas coisas como um objetivo para a sua semana. Depois de cumpri-lo você escolhe outro e assim por diante.
6º) Valorize as coisas boas que você tem. Às vezes você passa o tempo inteiro reclamando de coisas que você não tem ou do que está ruim e se esquece de valorizar as coisas maravilhosas que você já conseguiu. Pense nelas com carinho e gratidão. Isso já vai fazer com que você se sinta um pouco mais disposta a conseguir alcançar os seus outros objetivos e quando atingi-los também os valorize e sinta-se feliz por tê-los. 

Imagem: Macoto
terça-feira, 6 de abril de 2010

Conto de fadas


A vida é para ser suava e doce, mas mesmo assim as pessoas insistem em preenchê-la com fel. Não importa qual o começo da sua história você sempre poderá escrever um final diferente ou uma aventura sem fim. Não é preciso continuar nesse massacrante conto de terror, escreva um conto de fadas cheio de flores e unicórnios. Você é a roteirista da sua própria vida.
Você não precisa necessariamente de uma coroa para ser uma princesa ou de asas e uma varinha de condão para ser uma linda fada. Vista sua melhor roupa, mude o penteado, aprenda a se maquilar e valorizar cada traço do seu rosto. Trate-se bem.
Permita-se tomar um sorvete de vez em quando ou comer doces o quanto quiser sem calcular as calorias. Leia bons romances e assista a filmes alegres. Sonhe! Nunca desista de ser feliz. Ouça músicas que levantem o seu astral. Faça tudo o que a deixa feliz!
Ignore críticas destrutivas e comentários maldosos. Ouça elogios sem contestar. Ame-se. Seja sempre gentil com tudo e todos ao seu redor, você certamente será recompensada.
E se lembre sempre que você é a pessoa mais importante do mundo.






Imagem: Macoto.


quinta-feira, 1 de abril de 2010

Dez coisas interessantes para se adquirir.

- Um lenço de linho ou tecido de algodão bordado e com um barradinho de renda ou crochê.
- Um sinete com suas iniciais ou algum símbolo que a identifique para selar suas cartas.
- Uma caneta tinteiro.
- Um abajur antigo.
- Uma edição de luxo do seu livro favorito.
- Um espelho de mão com haste para segurar.
- Um mosquiteiro.
- Um binóculo para ópera.
- Uma máscara antiga, daquelas que se usava em bailes de máscara.
- Um colar relicário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livro

Livro
Para quem deseja adquirir o livro "As donzelas e as sombras" de Luana Madrepérola, também autora do blog Doce Madrepérola. Clique na imagem.

Seguidores

Postagens populares

Heart it

Instagram