Sobre mim

Minha foto
Uma dama que aprecia arte em todas as suas formas. Repleta de sonhos, imaginação e poesia.

AF&LBN

AF&LBN

Marcadores

Eu recomendo:

Arquivo do blog

Facebook

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Nota

Venho pedir desculpas a todos que acompanham o meu blog, estou passando por problemas pessoais muito graves e realmente não consigo postar nada por enquanto, agradeço a todo o carinho que têm por mim, assim que possível - que eu melhorar um pouco - voltarei a postar.


Atenciosamente,


Madrepérola.
quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A primavera chegou ao Brasil!


Hoje é o primeiro dia da primavera no hemisfério sul. Eu ainda não a vejo ao meu redor. Porque, como moradora da região Centro Oeste do país, tudo ao redor da minha casa está coberto por uma cortina espessa de fumaça - devido as queimadas. Ainda sim é primavera, eu posso sentir, apesar de tudo isso. Quando a chuva chegar, quando toda esta fumaça passar, a primavera estará completa, mas já me sinto feliz. A primavera chegou, fazendo brotar flores no meu coração.

Imagem: Macoto
quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A diferença sutil entre o Tédio e o Ócio


O tédio é um sentimento de incômodo, cansaço, desgaste... Como se quiséssemos fazer algo diferente do que estamos fazendo, mas não sabemos o que. Como se não soubéssemos mais quem somos. O tédio corrói a alegria pouco a pouco, tão lentamente que quando se dá conta ele já se alojou por completo, sem nos deixar outra escolha se não aceitá-lo. O tédio não necessariamente surge do ócio, como se diz tão firmemente. O ócio pode ser um momento de paz, em que não fazer nada nos enche de brancura cintilante tão macia e confortável que o mundo poderia parar nesse instante. O ócio também pode ser o momento em que perdidos e cegos em meio ao Caos paramos - simplesmente paramos e então a luz surge e nos faz ter uma outra visão, nos faz refletir.
O tédio surge da rotina massante, se assemelha a um labirinto em que andamos de um lado para o outro perdidos, sem achar uma saída. O ócio pode nos induzir a criatividade, é o momento em que paramos, relaxamos e assim conseguimos esfriar a cabeça e pensar numa solução para os nossos problemas.

Imagem: Gothic & Lolita Bibble nº 37
sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Conselhos sobre a intuição


Intuição é aquela voz que diz para você fazer ou não fazer algo. Aquela que diz que tudo vai dar certo ou que deixa uma pulga atrás da orelha diante de algo. Em qualquer uma das situações eu acredito que vale a pena ouvir a sua intuição, como a um anjo protetor, uma fada madrinha que quer o melhor para você. É como um instinto que nenhum outro ser vivente possui.
Intuição é uma daquelas magníficas coisas que não se pode explicar porque se explicada deixa de ser tão magnífica. É maravilhoso quando ela nos diz para saltar de olhos fechados, mesmo não vendo nenhuma possibilidade de dar certo. E embora todos, até mesmo você, achem que a melhor coisa é recuar. Não o faça. Salte de olhos fechados, com o coração acelerado e cheio de alegrias e esperança. Não ir pode te deixar com o peso do arrependimento sobre os ombros. Nada pior do que a dor de uma oportunidade perdida.
Acredite na sua intuição quando ela diz que vai ficar tudo bem e não pense em nada ruim. Volte seu pensamento apenas para a sensação maravilhosa de quando tudo der certo. Não pense em mais nada. Acredite no seu poder incrível de transformar e reverter situações. Acredite nessa voz que diz coisas tranquilizantes. Ouça-a somente, ninguém mais.
Repense sempre que ela alertar perigo. Tente reverter ou evitar a situação. Ela certamente está te protegendo contra algum perigo. Ela está dizendo: fuja, corra, não faça. Um passo errado pode comprometer o trabalho de muitos anos ou planos para o futuro. Desvie. Pegue outro caminho. Certamente esta é a rota errada para as grandes conquistas.
Afine os seus ouvidos para escutar melhor esta voz! Pratique ouvi-la sempre, quanto mais se permitir ouvir mais aguçados estarão os seus ouvidos. Siga-a cegamente. Porque assim como qualquer pessoa, se você não ouvir a sua intuição, ela parará de falar mais ou menos hora e então você realmente estará só.

Imagem: Fragonard
domingo, 12 de setembro de 2010

O que mudou com o lolita lifestyle?



Lolita é um estilo de moda japonesa. E o lifestyle (estilo de vida) proposto para este estilo não é um item obrigatório. E confesso que eu já o critiquei quando ele começou a ter muito destaque. O meu medo maior era que começasse a ficar algo banal e extremamente fechado ou que se passasse a ter uma visão distorcida do estilo. Eu odiaria sair na rua vestida de lolita e um grupo de garotas me abordar e começar a fazer perguntas sobre o estilo e ainda sair me chamando de "poser", como acontece em algumas tribos urbanas. A questão é que o estilo de vida não surgiu com este intuito e quando eu descobri achei o máximo. Porque não surgiu para impor regras de conduta e sim para fazer algumas sugestões de como colocar um pouco mais de beleza na sua vida.
Adotar o lifestyle ( ou parte dele) não quer dizer que você precisa deixar de fazer coisas que você gosta e não quer dizer que você precisa fazer coisas que não gosta de fazer. Não há nada de errado se você preferir nadar a dançar balé, se você achar bordado um pouco entediante ou se jardinagem parecer muito cansativo. Porque não são regras que você precisa seguir a risca. Lifestyle é muito mais do que aprender trabalhos manuais, saber usar os talheres apropriados para cada prato ou fazer uma coleção de bonecas - é deixar a sua alma tão bonita quanto as suas roupas, "Colocar babados nas bordas do seu coração".
Ter lolita como um estilo de vida fez a minha vida mais bonita. Eu passei a apreciar as belezas e delicadezas ao meu redor. E, talvez por coincidência, coisas boas aconteceram para mim. Eu me sinto mais bonita - por dentro e por fora, acho que tenho mais auto-estima. Penso que quando se sente bem, plenamente bem, o mundo gira para você.
A vida é muito sem graça no estresse cinzento da vida moderna e o lolita lifestyle pode deixar a vida mais colorida e cheia de magia. Você não precisa de roupas de grife, você pode estar vestindo as roupas mais simples do seu guarda roupa e ainda sim se sentir magnífica. Porque a vida é para ser prazerosa e talvez esta seja uma maneira de deixar a vida mais prazerosa.


Imagens: Gothic & Lolita Bibble nº 25 e 36
quinta-feira, 9 de setembro de 2010

10 sinais de que o príncipe encantado é um sapo.

Recebi um e-mail hoje, falando a respeito disso e na verdade o título original é: "10 sinais de que você está com o homem errado", decidi, de certa forma, mudar o título para se adequar melhor ao blog. Achei o e-mail muito válido e verdadeiro, por isso decidi compartilhar com vocês. E fico feliz sabendo que o meu príncipe é mesmo um príncipe - aliás, eu soube disso desde que coloquei os olhos nele. E quanto as meninas que ao final do post acharem que estão com o sapo e não com o príncipe, devo dizer que nem sempre beijando o sapo ele se transforma em príncipe, então talvez, seja visitar outros lagos.





1. Não assume o relacionamento

Se diante dos amigos ou da família ele te apresenta como uma amiga ou como “algo mais”, é porque você está frente a um homem que não leva um relacionamento muito a sério. Certamente, ele evitará ter que classificá-la com algum nome do tipo “namorada” e você passará como mais uma na lista dele. Se este é o seu caso, é melhor que você coloque “pingos nos is” o quanto antes e faça com que ele deixe bem claro o que você significa para ele.


2. Prefere os amigos

Uma tarde com os amigos é mais importante do que passar um momento a dois com você? Um homem que não dá espaço para o casal e que sempre se encontra com você ao lado do “melhor amigo” ou então só marca programas como uma tarde de chopp ou assistir a jogos com ele é porque não quer assumir a relação e prefere te ver como mais uma amizade colorida. Todo homem e toda mulher precisa ter espço pros amigos, mas dai não ter espaço para você já é outro assunto!


3. Não te dá espaço na casa dele

Não significa que ele tenha que te dar a oportunidade de mudar cada coisa no cantinho de solteiro dele. Mas, se já passaram semanas que ele disse que você poderia mudar as roupas de cama e não faz questão alguma de ter sua bebida favorita na geladeira é porque não está tão disposto a compartilhar seu espaço “sagrado” com ninguém, a não ser com seus amigos.


4. A palavra “nosso” não está no vocabulário dele

Se vocês são convidados e ele decide ir com você em momento algum ele quer que vocês dividam o presente e também não quer que o convite seja escrito com o nome dos dois. Isso, porque na verdade, ele não quer que o comprometam demais com você. Se você já viveu esta situação é melhor que pergunte o nível de seriedade do relacionamento que possuem.


5. Ele se gaba por viver sozinho

Alguns homens adoram ter seu próprio espaço para poderem descansar. Entretanto, se o seu parceiro, acima de tudo faz questão de enfatizar que é melhor viver sozinho e que não sabe se poderia dividir sua casa com outra pessoa, ou ainda nem sequer se aventurou a compartilhar mais de uma noite sob o mesmo teto com você, é porque indiretamente ele quer deixar claro que, até aquele momento, você não faz parte dos planos dele.


6. Aplaude os divorciados

Você se entristece cada vez que sabe que um casal de amigos se divorciou, mas ele não tem nada melhor a dizer a não ser “Enfim ele ficou livre”. Sem dúvida, ele não tem um conceito muito bom de casamento e, na verdade, “amarrar-se” não está nos planos dele. Pode ser que seja por simples medo, mas também, pode ser que ele acredite que ainda tem muito para viver e para aproveitar antes de ter um relacionamento mais sério.


7. Paquera outras pessoas descaradamente

Quando vocês saem juntos é como se nada estivesse acontecendo, já que para ele isso não é um empecilho para paquerar outras mulheres constantemente, enquanto você fica “se mordendo de ciúmes”. E o melhor de tudo é que quando você pergunta para ele o que está acontecendo ele dá a simples desculpa de que a vida dá muitas voltas e por isso é bom conhecer gente nova todo dia e, até mesmo diz que você deveria fazer o mesmo.


8. Ele é famoso por suas conquistas

Vocês vão a um barzinho da moda e quando chegam o garçom o cumprimenta como se fossem amigos de anos e diz: “Você deve ser a Ana”, mas na verdade seu nome é outro. Isso é uma prova de que ele não deve ser um homem de uma mulher só.


9. Não deixa que você “invada” o território dele

Como você é uma mulher prevenida, decide deixar no banheiro dele um pacote de absorventes para não ser pega de surpresa. Mas, quando ele descobre, te chama indignado e não faz outra coisa senão gritar e dizer que você está invadindo o espaço dele e que a relação ainda não chegou neste nível. Se você já passou por isso, é melhor que nem cogite a hipótese desta relação virar algo mais sério.


10. Casamento?

Ele não conhece esta palavra.Um dia ele chega a sua casa e encontra você e suas amigas vendo revistas de noivos porque uma delas está prestes a se casar. Ele fica irritado sem explicação só porque você mostrou alguns vestidos a ele. O mais provável nesta situação seja que ao vê-la tão entusiasmada ele peça um tempo e desapareça por alguns dias para ver se a seu “desejo casamenteiro” diminui.

Imagem: http://taailourenco.blogspot.com/

domingo, 5 de setembro de 2010

Como costurar à mão

Eu fico procurando por moldes de roupa e encontro diversos que me interessam, a questão é que eu estou sem máquina de costura e, embora eu gostaria, não tenho dinheiro para dispor na compra de uma neste momento, mas refletindo sobre isto: a máquina de costura só fora inventada no século XIX e demorou um pouco até ser popularizada, ou seja as damas dos quadros do período Rococó, com aqueles vestidos enormes e com saias bem volumosas, usavam roupas costuradas a mão e vendo desta forma creio ser possível costurar roupas lindas apenas com linha e agulha. Diante desta conclusão decidi pesquisar um pouco mais a respeito deste tipo de costura e decidi compartilhar com vocês. Segue abaixo alguns pontos que eu encontrei para costura àmão.

Ponto corrido e ponto de alinhavo - os dois são, em teoria, o mesmo tipo de ponto. É aquele velho ponto de sobe-e-desce que todo mundo sabe fazer. A agulha caminha por cima e por baixo do tecido. O ponto de alinhavo é mais largo, ele é usado para unir as partes do tecido antes da costura definitiva, para ver se a roupa está exatamente como se quer - mesmo quando se trabalha com máquina - e também para franzir o tecido. O ponto corrido é bem menor é usado para costuras definitivas em partes do tecido que não fiquem tão a mostra e que não precisem ser esticadas (como na costura lateral da saia por exemplo) e também é usado para fazer bainhas.


Pesponto ou ponto para trás. Ele é também usado no bordado. Este ponto é bem forte e pode ser usado em locais que esticam. Tem também a vantagem de desfiar menos facilmente que o ponto corrido. A única desvantagem é que ele gasta muita linha.


Ponto invisível - é usado para partes da roupa que ficarão a mostra, quando bem feito fica praticamente invisível. Consiste em da pontinhos bem pequenos unindo duas partes do tecido. Os nós ficam no avesso do tecido. Ele comumente é costurado pelo lado avesso e o que fica visível do lado direito são pontinhos quase imperceptíveis.
Algumas dicas:

- Os pontos de costura definitivos devem ser bem pequenos para que a costura fique bonita. No mínimo 6 pontos por centímetro e no máximo 16.

- Use pontos maiores para tecidos mais pesados, muito moles ou esvoaçantes. E pontos menores para tecidos mais leves e de trama mais fechada.

- A prática leva a perfeição, mesmo pontos mais "primários" como o ponto o ponto corrido devem ser treinados para que fiquem perfeitos.


Espero que tenham gostado e que este tutorial ajude. Assim que eu tiver alguma peça pronto eu compartilharei com vocês.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livro

Livro
Para quem deseja adquirir o livro "As donzelas e as sombras" de Luana Madrepérola, também autora do blog Doce Madrepérola. Clique na imagem.

Seguidores

Postagens populares

Heart it

Instagram