Sobre mim

Minha foto
Uma dama que aprecia arte em todas as suas formas. Repleta de sonhos, imaginação e poesia.

AF&LBN

AF&LBN

Marcadores

Eu recomendo:

Arquivo do blog

Facebook

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Um conto de fadas muito comum/ A very usual fairytale


Era uma princesa bela o bastante para fazer com que qualquer príncipe se enamorasse. Dormia e acordava como se nenhuma fealdade pudesse tocá-la. Os mais nobres cavaleiros duelariam até a morte por uma fagulha de sua atenção; porém nenhum lhe interessava e tudo parecia muito entediante.

Num dia ensolarado de verão, em que ela passeava tranquilamente pelo bosque, deparou-se com uma caverna onde habitava um temível dragão, que naquele momento estava adormecido. Ela se aproximou encantada e o tocou muito suavemente, sentindo sua pele grossa e escamosa. Passou horas o observando e acariciando.

Quando ele abriu os olhos e notou aquela presença tão suave e delicada, apenas bufou. Ela tentou tocá-lo naquele momento em que estava desperto, mas ele se contorceu e se esquivou. Apesar do desprezo do dragão ela passou a visitá-lo todos os dias, e uma paixão nasceu no coração da princesa da impossibilidade, e crescia regada pela rejeição de seu amado.

O rei descobriu o estranho romance de sua filha. Chocado com o absurdo, ordenou que a confinassem em seu quarto. No entanto ela tinha artimanhas para escapar e se encontrar com o dragão. Vendo a ineficiência da clausura, o rei decidiu mudar suas táticas, e antes que aquela história viesse a tona num escândalo. Ele arranjou um casamento para sua filha, com um príncipe de um reinado próximo.

Ela se viu totalmente impossibilitada de continuar seu romance e então arrancou do peito seu coração de cristal e o entregou ao dragão. Apesar de se casar contra sua vontade o seu coração estaria com seu amado e estaria bem aquecido mesmo se estivesse em cacos.

E assim ela viveu feliz em sua infelicidade.

There was a princess beautiful enough to make any prince fall in Love. She sleeped and woke up like no ugliness could touch her. The noblest gentlemen would duel to death for a spark of her attention; however nobody interested her and everything seemed pretty boring.

A sunny summer day when she was walking calmly by the woods came across a cave where lived a redoubtable dragon, and in that moment he was sleeping. She was enchanted, approached and touched him so softly, feeling his thick and flaky skin. Passes hours looking and fondle him.

When he opened his eyes and noted her, so soft and delicate, just wheezed. She tried to touch him awake, but he squirmed and dodged. Although his disdain she began to visit him everyday and into the princess’ heart a passion born by impossibility and grew showered by rejection from his loved.

The king knew about the weird romance of his daughter. He became shocked with that absurd, and ordered to confine in her room. Though she had tricks to escape and meet the dragon. Noting the inefficiency of enclosure he decided changed the strategies before that fact became a scandal. He arranged a marriage between her daughter and a prince lived in a kingdom around.

She found herself totally unable to continue her romance so rip the crystal heart out of her chest and gave it to the dragon. Although she would marry against her will her heart with her loved and it will be well heated even in pieces.

And so she happily in her unhappiness.

Imagem/ Picture: http://www.ebsqart.com/Artist/Lori-Karels/18941/

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Ilusão/ Illusion


E foi num dia em que ela se levantou no primeiro raio de sol e o mundo inteiro iluminou quando ela pós os pés no chão. Sua doçura contaminou a realidade sombria, então a vida floriu. Naquele dia não havia dor, apenas beleza. Sua pele, seus olhos, seus cabelos... Ela era o mais belo ornamento num dossel de flores. Não era preciso que houvesse qualquer elemento fora de seu espírito, ela era todo o universo e o moldava como bem conviesse. Cavalgava num corcel no seu mundo de fantasias.

Porém quando alcançou o ápice de sua perfeição, como a última folha do outono, seu espírito planou até a realidade e nunca mais voltou. Ela não fora permitida de retornar e então decidiu dormir para nunca mais acordar. Se não pudesse sonhar nada mais valeria.

A day ago she got up when the first ray of sun appeared and the world became illuminated when her feet touched the ground. Her sweetness contaminated the shadowy reality, so the life bloomed. In this day there was no pain, just beauty. Her skin, her eyes, her hair… she was the most beautiful ornament in middle of a flower canopy. It wasn’t necessary any element out of her mind, she was all universe and molded it like she wanted. She ridded a horse in her fantasy world.

However when she achieved the apex of perfection, like the last autumn leaf, her spirit glided to reality and never went back. She was not allowed to return and decided to sleep and never wake up. If she couldn’t dream nothing had value.

Imagem/Picture: Tumblr

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livro

Livro
Para quem deseja adquirir o livro "As donzelas e as sombras" de Luana Madrepérola, também autora do blog Doce Madrepérola. Clique na imagem.

Seguidores

Postagens populares

Heart it

Instagram