Sobre mim

Minha foto
Uma dama que aprecia arte em todas as suas formas. Repleta de sonhos, imaginação e poesia.

AF&LBN

AF&LBN

Marcadores

Eu recomendo:

Arquivo do blog

Facebook

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Meias de crochê

Eu sempre quis fazer meias de crochê ou tricô, me faz lembrar que originalmente essa peça era feita assim artesanalmente. Bem, tudo o que é feito manualmente é cheio de carinho e esmero. Eu vi um tutorial e decidi arriscar. Fiz com uns novelos de lã que estavam sobrando, um par azul bebê e outro marrom. Gostei bastante do resultado e comecei a buscar por outros tutoriais. Vi umas meias longas lindas e que se assemelham a renda e logo que eu fizer outras venho aqui mostrar.

Eu amei a possibilidade de fazer minhas próprias meias!


Os dois pares juntos.


O par azul ainda em construção.


O par marrom prontinho nos meus pés.
quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Fairest

Eu li Fairest no final do ano passado, mas ainda não tinha feito uma resenha dele, então decidi fazê-la hoje, porque acho que é um livro encantador.


“Eu nasci cantando. A maioria dos bebês choram. Eu cantei uma melodia.
Ou assim eu acredito. Eu não tenho ninguém que possa me dizer a verdade sobre isso. Eu fui abandonada quando tinha apenas um mês de vida, deixada na pousada Featherbed no vilarejo de Ayorthian em Amontha. Isso foi no dia 12 de Janeiro do ano das canções do trovão.”

Assim começa Fairest. A personagem principal Aza, que narra a história, é adotada pelos donos da pousada. Desde o começo a história ela odeia sua aparência. Ela era bem diferente de suas irmãs adotivas, sua pele era mais branca do que o comum, o cabelo escuro, os lábios muito vermelhos e o tamanho anormal. Ela era sempre alvo de muitos comentários maldosos, principalmente por parte de suas irmãs adotivas, com cabelos loiros e traços delicados. Todavia a voz de Aza chamava muito mais atenção do que a sua aparência, principalmente em Ayortha, a terra das canções.
Aza tem a capacidade de fazer uma espécie de ventriloquismo em que o seu canto parece sair de outro lugar que não de si, essa capacidade ela chama de “Ilusão”. Esse seu talento desperta a atenção da Rainha Ivi de Ayortha, recém-casada com o Rei Oscaro. Ao contrário de Aza, Ivi não possui qualquer talento para música, mas ela deseja impressionar o seu marido e os seus súditos e dessa forma ser venerada na terra das canções. Ela chantageia a pobre Aza e a aprisiona em seu castelo. No período em que ela está no castelo acaba se apaixonando pelo príncipe Ijori, que a considera encantadora, mesmo que ela não veja em si qualquer beleza.
Uma donzela tentando encontrar suas origens e também a beleza. Uma das questões que eu mais gosto nessa história é que a “princesa” não é a mais bela de todas e que exalta que há outras formas de beleza que também devem ser apreciadas e que todos são belos a sua maneira. A ênfase na música também me agradou muito na história, afinal música. Afinal as canções sempre estiveram ligadas a tantas questões importantes como magia, sedução, calmaria... Isso ficou muito evidente para mim nessa história.
Eu gostei bastante e pretendo ler outros livros da Gail Carson Levine, que a propósito é a mesma autora de Ella Enchanted/ Ella Enfeitiçada. Eu acho que ela escreve de uma forma muito estimulante, que nos prende ao romance e ao mesmo tempo de uma forma muito clara. Eu desconheço se há alguma tradução dessa obra para o Português, eu o li no idioma original, Inglês. É um livro encantador e eu recomendo que quem puder leia-o.



domingo, 5 de janeiro de 2014

Customização - Blusa de alças.

Eu fiz essa customização um pouco antes do Natal e a fiz pensando nos dias quentes de verão. Eu me inspirei no estilo Mori Girl, mas você pode fazer nos estilos lolita, gyaru, otome ou mesmo para quem não siga nenhum estilo alternativo e que queira algo diferente para usar nessa estação. 

É bem simples de fazer!

Você vai precisar de:


1 - Uma blusinha de alças. Dê preferência para as de algodão. Eu escolhi uma azul e de malha canelada.


2 - Agulha e alfinetes
3 - Linha
4 - Tesoura de costura
5 - 50 cm ~ 1 m de renda de algodão ou bordado inglês. Bem, eu comprei 1 m, mas usei apenas 50 cm porque eu optei por um franzido não muito volumoso, mas claro que se você quiser um franzido mais volumoso utilize um pedaço maior de renda.
6 - Flores de fita ou outro(s) enfeites que você queira utilizar.

Se você tiver uma máquina de costura vai ficar mais fácil, mas se não tiver não tem problema, eu fiz tudo manualmente porque não tenho máquina de costura.




1) Se você estiver trabalhando com o bordado inglês é eu recomendo passá-lo na máquina de overlock para não desfiar e facilitar o acabamento, caso esteja usando renda de algodão isso não se faz necessário. 

2) A segunda coisa a se fazer é franzir a renda. Se você vai fazer isso à máquina costurando em pontos largos e depois puxando o fio que vai ficar na parte de cima. Caso decida fazer à mão, basta que faça pontos largos de alinhavo e depois ir puxando a linha até formar o franzido.





3) Ajeite o franzido ao longo do decote da blusa abaixo do viés e prenda com alguns alfinetes para fixar.


4) Costure a renda e faça os devidos acabamentos nas laterais e nas alças.


5) Costure os enfeites de sua preferência. Eu escolhi flores de fita, do tipo que se compra pronta nas lojas de aviamentos. Você também pode usar pérolas, botões, laços de fita, pedrarias, miçangas, lantejolas, strass ou qualquer outro enfeite que você quiser e que fique bonito dentro do estilo que você escolher.


Depois que eu concluí minha blusa eu encontrei essas pérolas entre os meus aviamentos e achei que seria interessante usá-las.



Eu as coloquei nas alças, formando uma pequena flor. E no fim ficou assim:


Espero que tenham gostado do tutorial e que aproveitem ao máximo esse verão!!

Se você precisar reveja este tutoria de Como costurar à mão.


 Extras:

Olha quem estava no meu colo durante a maior parte do processo. Estou sentindo bastante saudades!
Para quem não sabe ela desapareceu na virada do ano assustada com os fogos de artifícios. :(

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Tag: As 10 músicas

Quem me passou essa tag a Nana do blog PINKPUFFY NANA e eu demorei um bocado para responder, mas antes tarde do que nunca.

Eu deverei indicar 10 músicas que eu gosto e fazer um comentário em cada uma dizendo porque eu gosto da música escolhida.

Regras:

- Dizer de quem ganhou a tag.
- Repassar para pelo menos oito blogs.
- Avisar aos autores dos blogs.

Lembrando que ninguém é obrigado a fazer a tag.

Antes quero dizer que o meu conceito de música ainda é o da Poesia Lírica, então eu me prendo muito à letra, mas há também as músicas que me marcam pelo contexto em que elas foram tocadas.


1 – B.B. King - Darling you know I love you. – Quando eu comecei a namorar o Ed ele estava numa fase B.B. King e numa tarde em que estávamos na minha casa e ouvíamos várias músicas do King, mas essa ficou marcada como a nossa música, apesar de ser uma música de “desamor”.


2 – Björk - Pagan Poetry – Eu acho a Björk uma artista fantástica! E eu adoro a forma com que ela descreve os sentimentos nas letras, a voz dela, a performance e tudo mais. Eu adoro todas as músicas, nesta eu me encontro.


3 – Los Hermanos – Os pássaros – Essa música faz com que eu me sinta especialmente confortável, apesar da letra melancólica – aliás acho que a letra melancólica favorece para isso. Ler ou ouvir músicas melancólicas quando eu estou no mesmo estado de humor faz com que eu me sinta compreendida. Além do mais essa música me passa ideia de algo difuso e nebuloso, que muito me agrada.


4 – U2 - Electrical Storm – É a minha música para dias chuvosos e eu adoro dias chuvosos.

“Bem, se o céu pode trincar deve haver alguma maneira de voltar
Para amar e apenas amar”


5 – Mr. Big – Shine – Essa música me transmite muita esperança e alegria. Sempre me deixa de alto-astral. Eu a coloquei como toque do despertador do meu celular porque assim acordar cedo se torna menos dolorido.


6 – Titãs – Nem cinco minutos guardados – Eu amo figuras de linguagem e nessa música elas são construídas muito bem.

“Teus olhos querem me levar
Eu só quero que você me leve
Eu ouço as estrelas conspirando contra mim
Eu sei que as plantas me vigiam do jardim”


7 – Skank – Resposta – Há dois motivos para eu gostar dessa música: primeiro por nostalgia, porque quando eu estava no primário sempre que eu estava indo para a escola estava tocando essa música no rádio e eu adorava ficar ouvindo. Segundo por conta da letra, a ideia da declaração de amor feita por meio de versos, mesmo que não seja correspondida... É muito fofa!!



8 – Cássia Eller – E.C.T. – Eu acho a letra da música engraçada e romântica. Fico imaginando toda a história de alguém que ouve no rádio sua carta de amor musicada e todo o sentimento colocado na carta. Além do mais sou apaixonada por cartas.


9 – Leoni – Quem além de você – Simplesmente porque eu amo os exageros românticos do Leoni.

“Foi como tentar parar esse trem
Com flores no trilho e acenar pra você
Parece absurdo, eu sei, mas tentei
Enquanto eu sorrir ainda posso esquecer”


10 – Engenheiros do Hawaii – Dom Quixote – Essa é minha música favorita dos Engenheiros. Eu adoro a letra e acho uma reflexão fantástica sobre o mundo.



E agora os indiados






quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Daily Outfit - O que eu usei no Reveillon

Como foi o Reveillon de vocês? Espero que tenha sido cheio de esperanças e de desejos que certamente serão atendidos neste novo ano que se inicia.

O Reveillon é uma data muito importante para mim, acho que é a data comemorativa mais especial do ano. Eu sempre o enxergo como um período para se começar novos projetos, para revolucionar, para ter esperanças e para desejar o melhor para o ano que vai começar. Eu abandono todo o meu ceticismo no dia 31 de Dezembro e me torno tola acreditando em superstições. Sim, eu tenho fé no Ano Novo, eu tenho fé no Novo e eu acredito que a cada ano as coisas podem ser melhores. Eu acredito que uma força maior, uma espécie de fada madrinha nos ouve especialmente nessa data e que para que isso aconteça o seu coração precisa estar repleto de paz e alegria.

Depois de dizer toda a importância que o Reveillon tem para mim eu vou dizer que eu sempre acho que eu devo vestir algo especial nesta data, mesmo que eu vá ficar em casa. Foi o que aconteceu neste ano, fizemos a ceia aqui em casa. Estávamos o Ed, eu e as nossas mães. Foi uma noite bem tranquila e agradável. E decidi usar o meu vestido novo da Meta porque seria bem especial, mas não queria usar Lolita. E o meu outfit foi este:


Descrição:

Vestido: Metamorphose
Colar: Presente da minha mãe
Anel de Madrepérola: Off-Brand
"Cinto" - Uma fita de cetim
Sapatos Carolina Castro


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livro

Livro
Para quem deseja adquirir o livro "As donzelas e as sombras" de Luana Madrepérola, também autora do blog Doce Madrepérola. Clique na imagem.

Seguidores

Postagens populares

Heart it

Instagram