Sobre mim

Minha foto
Uma dama que aprecia arte em todas as suas formas. Repleta de sonhos, imaginação e poesia.

AF&LBN

AF&LBN

Marcadores

Eu recomendo:

Arquivo do blog

Facebook

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O que eu li em 2014

Olá, pessoal? Como foi o Natal para vocês? E os preparativos para o Ano Novo?

No fim de 2013, eu fiz a lista do que eu havia lido (clique aqui para conferir) e eu esperava ter lido mais nesse ano do que no ano passado, mas incrivelmente eu li exatamente a mesma quantidade de livros. Tudo bem, melhor empatar do que diminuir, né?

Mas enfim, vamos falar sobre livros.



O que eu li em 2014
Eu tive a oportunidade de conhecer um pouco da literatura africana de língua inglesa e com isso conhecer um pouco mais sobre a realidade, cultura e história da África. Tanto que eu mudei o meu projeto do mestrado, que a princípio era sobre literatura brasileira, e escolhi uma obra sul-africana chamada Gem Squash Tokoloshe. Além da literatura Africana eu também li alguns livros teóricos e tive a oportunidade de ler alguns autores do meu Estado, inclusive dois deles são meus amigos (Joe Sales e Rodrigo Brito). O fato de eu ter publicado o meu primeiro livro também contribuiu para que eu conhecesse novos autores da família Penalux, o que foi também bastante engrandecedor.
O que eu mais gostei de ter lido.
Dentre os livros que eu mais gostei de ler vou eleger The Madonna of Excelsior do autor sul-africano Zakes Mda, foi um dos livros que eu estudei na disciplina de Literatura Africana de Língua Inglesa, na qual eu fui aluna especial do programa de mestrado. O livro une literatura e artes plásticas e literatura, no início de cada capítulo é descrita uma obra de Frans Claerhout e então essa tela se torna a primeira cena do capítulo. O enredo na história se passa no período do Apartheid, na comunidade de Excelsior na África do Sul, tendo como personagem principal Nikki e depois a protagonista se torna sua filha Popi, que é multiétnica. Popi foi a personagem que mais me encantou por sua força e seu engajamento na luta contra o apartheid, além de ela ser retratada como uma mulher muito independente e feminista.

O que eu menos gostei de ter lido.
Eu tentei ler 50 tons de cinza pela curiosidade, mas não consegui ler mais do que alguns capítulos e abandonei, eu achei o enredo bem ridículo para dizer o mínimo e sem contar que a linguagem é bem precária, porém acho que isso não conta já que eu não concluí a leitura. Dentre os livros que eu li até o fim o que eu menos gostei foi Carrie a estranha do Stephen King. Eu sempre ouvia ótimos comentários sobre o livro e o filme, mas quando peguei para ler eu achei uma história bem clichê em que há uma moça fora dos padrões de beleza e de comportamento que é ridicularizada pelas moças bonitas e Carrie tem poderes paranormais. Não é o tipo de história que me agrada. Não gostei do livro e gostei menos ainda do filme.

O livro que mais me surpreendeu
Com certeza foi A dança da floresta de Juliet Marillier. Quando eu o li eu esperava apenas uma historinha infantojuvenil água-com-açúcar, mas eu me encantei com a forma com que a autora desenrolou o enredo e fez discussões sobre o feminismo. Inclusive eu escrevi uma resenha sobre ele aqui.

O livro que mais me decepcionou
Voto novamente na Carrie a estranha.

O que eu pretendo ler em 2015.
 Provavelmente eu lerei muitos livros teóricos, mas eu também quero ler por prazer, então eu gostaria ler contos, literatura infantojuvenil, poesia, literatura fantástica e tudo o que possa me fazer relaxar e sonhar.    
Lista dos livros lidos

1 - O Hobbit - J.R.R. Tolkien (reli)
2 - Coraline - Nail Gaiman
3 - O pequeno príncipe - Antoine de Saint-exúpery (reli)
4 - Laranja Mecânica - Anthony Burgess
5 - Solstício ao luar - Rodrigo Brito
6 - Carrie a estranha - Stephen King
7 - A dança da floresta - Juliet Marillier
8 - Contos - Edgar Allan Poe
9 - Coração de tinta - Cornelia Funke
10 - The Madonna of Excelsior - Zakes Mda
11 -A! Pô! Cá! Ali! Psiu! - Antônio Carlos Lima (Toninho)
12 - Literatura e Sociedade - Antonio Candido
13 - A metamorfose - Franz Kafka
14 - O ser e o tempo da poesia - Alfredo Bosi
15 - O cavaleiro inexistente - Ítalo Calvino
16 - Without a name - Yvone Vera
17 - Porta Estreita - Joe Sales
18 - Gem Squash Tokoloshe - Rachel Zadok
19 - Apocalipse, ontem - Diego Leão Diniz
20 - A história sem fim - Michael Ende
21 - Ao passo das horas e outros descabimentos - Joe Sales (Será publicado em Fevereiro de 2015)
22 - Às musas e às cinzas - Leandro Andrade
23 - Aqualarre ou o Livro de Madalena - Luciene Carvalho
24 - A ascensão do Romance - Ian Watt
25- Aula - Roland Barthes
26 - O ano da serpente - Tito de Andréa
27 - Poemas da entressafra - Tito de Andréa
28 Memórias póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis

E você? O que leu em 2014?
segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Brunch de Natal

Na última sexta-feira, dia 19, eu me reuni com a Paula e o Joe para um brunch de Natal, pois queríamos fazer uma comemoração nossa antes do Natal, propriamente dito, porque passaremos com as nossas famílias e nós não fizemos nada lolitável esse ano. O Joe está quase entrando nas "vestilhanças" - como ele mesmo diz. A Paula e eu já combinamos que vamos colocá-lo de dandy.


Nossa selfie. A única foto dos três juntos.


O varal do lado de fora sempre ganha decoração para ficar tudo bem bonitinho. Que esse varal nunca saia daí.



Eu fiz amigurumis da Paula e do Joe.



Sim, eles queriam participar da produção das tacinhas de natal.


E o resultado ficou assim. Tacinha de gelatina com chantilly e  cereja.


Joe com o Joe.


Meu outfit para a ocasião. No dia estava um calor terrível. Lolita bem, mas bem casual mesmo.









O nosso natal é durante o verão e num dos Estados mais quentes do Brasil então só poderíamos comemorar do lado de fora com bebidas e doces refrescantes e roupas leves, mas claro que só tem graça se for ao lado de pessoas queridas. Por isso o nosso brunch de natal foi delicioso!!
segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Caixinhas de presente pra o Natal

Essa é uma opção de reciclagem para usar como embalagem de presente ou para guardar alguns pertencentes e é uma ótima opção para o natal. Eu utilizei caixinhas de chá e uma caixinha de barras de cereal (do tipo que você compra em supermercados que vendem por atacado), mas você pode usar qualquer outra caixa que tenha a mesma estrutura.

É bem simples, dá para fazer de diversos estilos e fica bem bonitinho.

Vamos aos materiais.


- Caixinhas
- Cola branca
 - Pincel
- Tesoura
- Lápis
- Pires ou outro recipiente para colocar a cola
- Papel para Scrapbooking
- Laços, fitas, rendas e outros enfeites.

Antes de tudo limpe as caixinhas de chá por dentro com um pano macio e seco para tirar os resíduos de ervas que ficam.


Observe que a caixinha tem algumas abas que também precisam ser revestidas e na hora de cortar o papel elas devem ser consideradas como parte da lateral.

As folhas de papel para scrapbooking costumam ser dupla face então você deve escolher qual delas quer usar e fazer os riscos do outro lado. Use a própria caixinha como molde.
 




Risque os moldes pensando em cobrir toda a parte externa da caixinha. Os quatro lados, incluindo as abas, e o fundo.


Aí é só recortar com a tesoura.


Coloque a cola num pires ou outro recipiente para facilitar e com a ajuda de um pincel espalhe a cola na superfície da caixa e depois cole o papel.




Deixe secar e depois que a cola estiver seca, se precisar corte cuidadosamente o excesso de papel. Na aba superior costuma haver pequenos cortes dos lados que ajudam a dobrar e a fechar refaça também esses cortes.



Agora basta decorar.


A caixinha maior (de barras de cereal) eu decorei da maneira mais simples possível. Como o papel tem um estampa florida, mas de um florido bem miudinho, eu usei uns adesivos da Jolie de um caderno antigo e colei ao longo de toda a caixinha.


Para essa eu colei renda de algodão ao redor da caixinha usando cola branca e o laço branco eu colei com cola quente.


Nessa eu quis fazer algo mais punk. A estampa do papel é xadrez e eu acrescentei renda preta, um botão de tesoura que eu colei com cola quente, fiz furos com um furador de papel e coloquei uma correntinha. A corrente foi colada por dentro com cola instantânea.


Por último rosa, bolinhas e gatos. Usei uma fita de cetim estampada e um chaton. Para colar utilizei cola branca e cola quente.


As quatro caixinhas juntas.
sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

[AF&LBN] O que eu aprendi sobre realizar sonhos



O tema me foi sugerido pela Carolina do blog Dias de Chá no nosso amigo secreto do AF&LBN.

Eu não sei se eu sou uma especialista no assunto, mas eu tentei fazer o melhor para mostrar o que eu aprendi e compartilhar com vocês. O que eu escolhi foi tentar trazer algumas dicas do que você pode fazer no caminho até o seu sonho.



- Se você tem um grande sonho, a energia que você emana ao universo é essencial. Parece algo tolo e místico, mas eu acredito que desejar lança uma energia especial ao universo.

- O primeiro passo que você pode dar nesse longo caminho é se informar sobre o que fazer. Nos dias de hoje o que não falta é fonte de informação então saiba como fazer, onde, qual a melhor forma...


- Além de buscar informações é essencial que você tenha um bom banco de contatos, ou seja, se aliar às pessoas que podem contribuir para a sua realização.


- Não coloque o dinheiro como a sua única prioridade. É claro que dinheiro é importante no mundo capitalista, mas é preciso fazer algo que dê prazer e não focar apenas na possibilidade de ficar milionário com a sua ideia, por mais genial que ela seja. Mesmo porque dependendo do que você esteja sonhando o dinheiro pode demorar bastante para entrar na sua conta. 


- Entenda que é preciso começar por baixo. Mesmo que o seu sonho seja ser chefe executivo de uma empresa é bem provável que você comece num cargo bem inferior a isso, mas aceite e lute pelo que você acredita a cada dia.

- As coisas podem demorar mais do que você imagina e com isso muitas pessoas pessimistas podem te influenciar a desistir, mas se você realmente quer persista!

- Uma hora aparece uma fada madrinha ou uma ocasião inesperada quando você menos imaginar e vai fazer com que tudo se torne real e você nem vai acreditar que tudo estará acontecendo e é bem provável que somado a isso venha uma porção de outros bônus que você nem imaginava.

- Por último eu gostaria de dizer que é importante demonstrar gratidão por ter conseguido realizar o seu sonho e não se esquecer de toda a trajetória.


 
 Imagem: We heart it
 

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livro

Livro
Para quem deseja adquirir o livro "As donzelas e as sombras" de Luana Madrepérola, também autora do blog Doce Madrepérola. Clique na imagem.

Seguidores

Postagens populares

Heart it

Instagram