Sobre mim

Minha foto
Uma dama que aprecia arte em todas as suas formas. Repleta de sonhos, imaginação e poesia.

AF&LBN

AF&LBN

Marcadores

Eu recomendo:

Arquivo do blog

Facebook

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Ninguém precisa me entender




É muito fácil ser como todo mundo, mas eu não quero ser apenas mais uma. E, assim como todas as pessoas que são diferentes nesse mundo, eu já me senti rejeitada com aquele sentimento de “Ninguém me entende”. Porém chega um momento em que nós nos damos conta de que ninguém precisa nos entender. Eu me basto em minha excentricidade e simplesmente já não me importo com que o mundo pensa.
Eu sei que eu chego a incomodar algumas pessoas, mas as pessoas que são consideradas perfeitamente comuns também possuem algo que incomoda o mundo. Então o segredo é amar as pessoas como elas realmente são e sermos amados como somos. E ao invés de buscar incessantemente a compreensão vinda de outras pessoas compreenda a si mesma, ame a si mesma... Afinal existem certas coisas que a única pessoa que poderá lhe oferecer será você mesma.
Mas se você quiser - e acho que na verdade você deve fazer isso - tente também compreender as pessoas que você ama e que são tão diferentes de você. Com o tempo você descobrirá que nessa luta para ser aceita a sutileza é muito mais eficiente que o confronto rebelde.

Nota: Olá, pessoal!

Eu havia escrito esse texto antes de viajar, mas ainda não tinha concluído e nem revisado, então decidi mexer nele para postar aqui. Espero que tenham gostado.
Voltei de viagem hoje e estou retomando a minha rotina na universidade, meio atrapalhada e corrida porque perdi alguns dias de aula. Depois eu mostrarei algumas fotos da viagem aqui.

8 pérolas:

Sakura disse...

Seu texto me lembrou eu mesma numa fase difícil ^^"

Seja bem vinda de volta! Espero que consiga se organizar rapidamente =)

Betty Gaeta disse...

Oi Luana,
Adorei o texto e a foto. Tb tenho este tipo de sentimento de me sentir excêntrica, mas aprendi a gostar disto.
xoxo

Gosto disto!

Lola disse...

Realmente você escreve magnificamente. *^*

Amy Martins disse...

Seu texto também me lembrou a mim mesma em uma faze...
Hoje o que me incomoda é ser tão igual =\

ichigo hime disse...

Nunca me senti rejeitada por ser diferente ou ninguém me entender, me sinto especial D: huaheuaheuahue acho que o fato de lidar com coisas do tipo desde muito pequena me fez criar uma espécie de escudo contra esse tipo de coisa... No final de contas o que importa é a gente ser feliz com o que a gente é mesmo.

Maaas é bom encontrar alguém que nos entende, agora eu sei :)

:***

moringan disse...

acho que teu texto lembra de muita gente, inclusive eu e minhas fases. toda escolha tem uma consequencia, como qualquer coisa ruim tem coisas boas. acho que agente acha uma coisa boa na gente que faz pensarmos melhor em nos compreender. eu acho que ainda estou em busca da minha. acho que voce entende./

Nereida disse...

Que coincidência. Outro dia mesmo estava pensando nisso. Às vezes me sinto incompreendida e acho estranho porque não sou mais adolescente. Acho que o que falta é alguém para conversar...
Eu tento exercer a maior tolerância do mundo com as demais pessoas. Cada um tem seu jeito e seria tão ruim se todos fôssemos iguais!

Nereida disse...

Que coincidência. Outro dia mesmo estava pensando nisso. Às vezes me sinto incompreendida e acho estranho porque não sou mais adolescente. Acho que o que falta é alguém para conversar...
Eu tento exercer a maior tolerância do mundo com as demais pessoas. Cada um tem seu jeito e seria tão ruim se todos fôssemos iguais!

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livro

Livro
Para quem deseja adquirir o livro "As donzelas e as sombras" de Luana Madrepérola, também autora do blog Doce Madrepérola. Clique na imagem.

Seguidores

Postagens populares

Heart it

Instagram