Sobre mim

Minha foto
Uma dama que aprecia arte em todas as suas formas. Repleta de sonhos, imaginação e poesia.

AF&LBN

AF&LBN

Marcadores

Eu recomendo:

Arquivo do blog

Facebook

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Corça





Certo dia um caçador estava em meio à floresta armado e pronto para atacar sua presa, como era de costume. Uma fera selvagem à espreita. Viu uma corça delicada e graciosa caminhando sobre a relva, e ela usava uma grinalda de flores. Deitou-se tão suave e languida, como uma donzela que seria deflorada em suas núpcias. Depois de algum tempo ela levantou-se como doçura e seguiu em direção ao lago.
            - Que engraçado! – disse o caçador a si mesmo. – Parece até mesmo um animalzinho de estimação de uma menina. Uma corça domesticada.
            O caçador a seguiu e às margens do lago a corça se transformou numa moça. O cabelo era longo, ondulado e da mesma cor do pelo da corça. O corpo era rosado e delicado, estava nua e a mesma grinalda ornava sua cabeça. Ela entrou no lago e se banhou como se aquela ação fosse a mais bela obra de arte.
            Terminou seu banho e se deitou na relva a repousar. O sol cintilava nos seus seios nus. O caçador se mantinha atrás de um arbusto e como se em determinado momento ela notasse sua presença, levantou-se delicadamente e caminhou até ele, estendeu as mãos e os olhos delicados de corça lhe pediram as armas. Ele estava entorpecido e não podia negar.
            Com as mãos delicadas ela triturou as armas como se fossem folhas secas. Depois se virou e seguiu por um caminho. Ele não quis vê-la partir, mas uma parte do seu coração quis olhá-la uma última vez e ele levantou os olhos em sua direção. Ela tinha se tornado corça novamente e também lhe lançou um último olhar. E ele nunca mais caçou. 


Imagens: We heart it

6 pérolas:

Que amável ^^
Amo quando você escreve esses contos,são sempre tão meiguinhos >.<
Gostei muitíssimo dele, grinaldas e corças, nunca havia pensado em misturá-las mas ficou um conto tão gracioso <3

Ayu-chan disse...

Adoro ler o que escreve porque sempre sinto que posso me transportar pra cena que você menciona. Lindo conto e linda idéia de se perceber a beleza das coisas e jamais tornar a errar novamente!

Betty Gaeta disse...

Oi Luana,
O conto é lindo! Um conto um tanto vegano.
Beijos 1000 e uma ótima 4ª-feira para vc.

GOSTO DISTO!

Nereida disse...

Que bonito! Eu achei muito sensível e delicado. Meu animal terrestre favorito é a corça, porque tem esses olhos... Não entendo como as pessoas podem pensar em matar um animal desses. Não entendo.

Lou disse...

Nossa muito lindo mesmo!

bjuus flor

Belle Bueno disse...

Que bonito '-' Gostei muot! xoxo

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Livro

Livro
Para quem deseja adquirir o livro "As donzelas e as sombras" de Luana Madrepérola, também autora do blog Doce Madrepérola. Clique na imagem.

Seguidores

Postagens populares

Heart it

Instagram